DANÇA DO VENTRE

Profª Samnia Abras
www.samniaabras.com

Primeira turma: 4ª feira de 16:50 às 18:20h (1 aula semanal de 90 minutos)

Idade mínima: 11 anos
Início das aulas: 07 de março

Outros horários poderão ser abertos, dê sua sugestão

 

 

Conheça mais sobre Samnia Abras

Neta de libaneses, Samnia Garro Abras começou a dançar ainda criança, aos 8 anos, tendo sido sua primeira professora a bailarina Iasmin Aischan.
Samnia é praticante da dança do ventre desde 1988 e aos 9 anos, fez sua primeira apresentação solo na comemoração do aniversário do Clube Libanês de Belo Horizonte e da Independência do Líbano, dançando para cerca de 800 pessoas.
Professora desde 1997 ministra cursos em outras cidades, já tendo também ministrado workshops no exterior.
Proprietária do Núcleo de Cultura Árabe Samnia Abras, se apresentou no Panamá e no Líbano; participou de vários programas de televisão, inclusive a novela "O Clone", da Rede Globo em 2002.
Ministra aulas para turmas infantis, adultas, melhor-idade, gestantes e crianças especiais; além de dabke e danças folclóricas árabes e egípcias.
Samnia busca sempre o aperfeiçoamento em workshops realizados por outros profissionais nacionais e estrangeiros, dentre eles, Nájua (SP), Soraia Zaied (SP), Hayat El Helwa (SP), Saamira Sâmia (SP), Jade (SP), Safira (SP), Lydia Samos (SP), Michelli Nahid (SP), Ísis El Helwa (SP), Nasser Mohammad (SP), Atef Issa (Líbano - SP), Farid Lababdi (BH), Lulu Sabongi (SP), Gisele Bomentre (SP), Anya Vedant (Alemanha), Raqia Hassan (Egito), Yousry Sharif (EUA - Egito), Ghassan Fadlallah (Líbano), Amir Thaleb (Argentina), Maiada (Argentina), Mesmera (EUA), Saida (Argentina), Jillina (EUA), Sahra Saeeda (EUA-Egito), Farida Fahmi (Egito), Mahmoud Reda (Egito), Ashraf Hassan (Egito), Magdy El Leisy (Egito), Faten Salama (EUA), Mahaila El Helwa (SP), Dina (Egito), Mona El Said (Egito) e Randa Kamel (Egito).
É professora do Curso de Extensão de Dança do Ventre do Centro Universitário Newton Paiva, em Belo Horizonte.
Possui certificados de qualidade em dança do ventre, tendo sido aprovada nas Noites da Conquista, dos Festivais Internacionais Luxor de Dança do Ventre, reconhecidos pelos maiores mestres egípcios da atualidade.